Aquecedor Solar Caseiro

Construa um aquecedor para água utilizando latinhas de alumínio e garrafas pet, aproveitando a energia do sol economizando eletricidade e ajudando a preservar o meio ambiente.
Este equipamento, serve para até quatro banhos.
Gastando muito pouco, você constrói um aquecedor solar como este, que irá beneficia-lo diretamente e a todos por tabela, a economia pode atingir 30% de suas despesas com eletricidade, então mãos a obra.

Material:
  • 1 tambor plástico de 200 litros, (não pode ser de produto tóxico)
  • 50 garrafas pet transparentes de 2 lt (qualquer marca),
  • 18 mt de tubo pvc marrom de 20 mm (usado em encanamento de construção), este tubo não pode ser mais grosso pois não entra no gargalo das garrafas,
  • 18 conexões tê marrom de 20 mm,
  • 1 torneira de boia 1/2",
  • 4 flanges de 1/2" (adaptadores rosca-cola),
  • 70 cm de tubo de pvc branco esgoto de 75 mm,
  • 2 niples 1/2 branco,
  • 1 joelho (cotovelo) 1/2 branco com rosca,
  • 1 joelho marrom ou azul de 1/2 para 20 mm,
  • 4 joelhos (cotovelos) marrom de 1/2",
  • 1 boia reaproveitada de uma torneira de boia usada,
  • 1 tubo 75 g de adesivo para pvc,
  • tinta preta,
  • 40 latinhas de cerveja ou refrigerante (reciclagem),
  • fita crepe,
  • fita isolante,
  • 3 rolos de 7,5 m x 30 cm de papel alumínio,
  • isopor reaproveitado de caixas velhas,
  • cola ou arame para fixar o isopor,
  • alguns metros de copex (conduíte de fios elétricos)

Montagem do coletor
1 - Procedimento com as garrafas:
Lave-as, retire os rótulos, reserve dez, nas outras corte o fundo próximo as curvas da base, veja foto:
Nas dez reservadas faça um furo no centro da parte de baixo para a passagem do tubo, como na foto abaixo. Para furara-las utilize uma serra-copo, mas se não tiver poderá faze-los aquecendo um cano de ferro de 1/2".

2 - Procedimento com as latinhas:
Abra-as com uma tesoura, endireite-as e pinte-as de preto (sua função é ajudar a absorver mais calor dentro da garrafa)

3 - Procedimento com os tubos:
Corte o tubo de 20 mm em 10 pedaços de 109 cm (1,09 m), este tamanho é o correto para cinco garrafas, corte também deste mesmo tubo 18 pedaços de 9 cm, pinte todas as peças de preto,
 obs.: com uma fita crepe, proteja as extremidades dos tubos que serão coladas, não esqueça de retirar as fitas depois que a tinta secar. (faça assim para que a cola dê boa aderência),

Montagem:
Cole o centro de um te em cada pedaço de tubo pré cortado de 109 cm, deixando a outra extremidade aberta para o encaixe das garrafas, neste mesmo tê, cole em uma de suas extremidades um pedaço de 9 cm, que posteriormente se juntará ao outro conjunto. Encaixe as garrafas no tubo pelo gargalo colocando dentro de cada uma, uma latinha de alumínio, obs.: prenda-as nas garrafas com fitas crepe para que não saiam da posição, prenda também o gargalo da primeira garrafa com fita isolante para que não rode, pois todas as garrafas de todos os conjuntos devem permanecer de forma a expor os tubos voltados para cima sobre a chapa das latinhas, após remontar cinco garrafas, sendo que a ultima deve ser aquela com o furo, nesta não se coloca a latinha, cole o outro tê já com o pedaço de 9 cm em uma das laterais, nove conjuntos serão montados assim, o décimo deve ter os tês substituídos por joelhos para o fechamento do circuito, feito isto, junte todos os conjuntos colando-os bem para não haver vazamentos, está pronto o coletor.

Reservatório ou (Boiler)
Tão importante quanto o coletor, o reservatório é a parte que completa o sistema, dele depende o funcionamento do ''termo-sifão''(circulação por diferença de temperatura, onde a água quente sobe e a fria desce), portanto devemos ter atenção especial em sua montagem.

Principio de funcionamento
A água chega até o reservatório (tubo de cima ''na foto'') através de uma torneira de boia que controla seu volume, preso à esta boia está o tubo de 75 mm que descarrega a água no fundo do reservatório impedindo a água fria que entra de se misturar com a que já se aqueceu. O tubo de baixo ''na foto'' é a saída da água, ele foi revestido com um conduíte para minimizar a perda de calor, neste caso percorreu quatro metros até o chuveiro.

Interior
Nesta foto podemos ver alguns detalhes do interior do reservatório
Observe que na saída está acoplado um dispositivo que permite recolher a água em níveis variáveis (útil caso falte água no abastecimento enquanto estiver usando) além de aproveitar melhor a água mais quente que é a que está em cima, veja detalhes de como montar este dispositivo,

Dispositivo pescador

Componentes e sequência de montagem
Flange, niple, joelho rosca-rosca, niple, joelho cola-rosca, 30 cm tubo, boia.
A função da boia, é manter a ponta do tubo quase na tona da água, observe que a boia deve ser fixada acima do tubo, mantendo-o mergulhado para que não entre ar no sistema, não aperte as roscas, (lembre-se, este conjunto é móvel) com exceção daquela que fixa o conjunto na flange. Todo o conjunto se instala no centro do reservatório (tambor).
Caso não queira utilizar este dispositivo, faça a furação de saída próximo a superfície, porém sempre em um ponto mergulhado.

Acoplamento do coletor ao reservatório
Faça um furo no centro e outro próximo ao fundo do reservatório (não importa o lado) coloque as flanges, aperte para não vazar, se necessário, utilize massa para calafetar, acople o sistema o mais próximo possível, utilize garrafas ou conduíte sobre os tubos para evitar a perda do calor (isolamento térmico),
Detalhe: O coletor deve se possível ficar voltado para o norte, se o local à ser instalado estiver abaixo da linha do equador, (maior incidência de sol), a parte mais alta do coletor não pode ficar acima do centro do reservatório no tubo de interligação superior.
Neste momento seu sistema já esta apto a funcionar, porém para melhorar o desempenho, é conveniente fazer a isolação térmica do reservatório, para isto utilizei neste caso 21,5 m de papel alumínio (3 rolos de 7,5 m x 30 cm) destes de culinária,
Para completar recortei duas velhas caixas de isopor em tiras, as quais foram amarradas em volta do tambor.
Obs.: este método de isolação térmica pode ser substituído de acordo com sua criatividade e material disponível.

Viva bem - viva ecologicamente.

Link de inscrição no Youtube

Receba novidades, se inscreva em meu canal no Youtube: Ciência Compartilhada